Roteiro de Yangon com crianças – onde comer e ficar

Onde Comer com crianças

Linkage: um lugar bem pequeno, no centro da cidade, sobre uma loja, que funciona como um restaurante escola. A comida foi bem gostosa e o que pedimos sem pimenta, veio sem pimenta (o que pode parecer estranho, mas é algo difícil de encontrar pela Ásia, rs). Pagamos U$20,00, com 1 cerveja.

Rangoon Tea House: esse foi o que mais gostamos. Comemos carne do colar do porco com curry (bem apimentado, mas com gostinho de churrasco!), tive até que pedir mais um. Também pedimos sopa de frango com leite de coco e macarrão e frango frito com arroz, tudo sem pimenta. Esse custou U$30,00, com uma cerveja, mas porque acabamos comendo mais do que deveríamos. Rs Gostamos muito da comida.

Garden bistrô: um dos restaurantes à beira do lago Kandawgyi, com parquinho no gramado em frente e uma comida bem gostosinha. Encontramos até um fraguinho com purê de batatas e legumes para os meninos. Pagamos U$20,00.

Onde ficar com crianças

Fiamos no Hotel Grace Treasure. Localização ruim, lugar bem pobre e feio,, perto do rio e o hotel em si também era bem ok.  Pagamos U$40,00 a diária do quarto triplo e U$20,00 para o late check out no dia da viagem noturna para Inle Lake. Há como encontrar hotéis nessa faixa de preço no centro da cidade, onde seria a minha recomendação para se hospedar. Daria para fazer mais coisas à pé, já que parte dos pontos turísticos são nessa região, há o parquinho no parque do obelisco e os restaurantes também.

Informações gerais:

O Grab funciona muito bem e há como pegar táxi fácil por toda a cidade. Os deslocamentos custavam em torno de 2.000 a 3.000 kats (1,5 a 2,5 dólares).

No aeroporto, compramos um chip de internet por U$4,00 por 2 semanas, da Telenor. Escolhemos aleatoriamente, e funcionou muito bem por todo os locais por onde passamos – Yangon, Inle Lake, Bagan e Mandalay.