Dias 66 e 67 - Fraser Island com crianças

 

Foram 2 dias de aventura 4x4 pela maior ilha de areia do mundo, com muita diversão e lugares incríveis!

Existem 3 formas de conhecer a ilha:
- passeio de 1 dia em um ônibus 4x4
- entrar em um grupo que vai em carros 4x4 e ficar 2 ou 3 dias na ilha.
- alugar um 4x4 e passear livre pela ilha.

Optamos pela terceira alternativa. Fiquei um pouco nervosa, com medo de atolar nas tais estradas de areia, com as crianças, mas por outro lado, parecia a melhor alternativa pra elas, sem a correria e tempos cronometrados das opções em grupos.

Alugamos um land rover Discovery na Magic Fraser 4WD Hire, em Hervey Bay, fizemos a travessia de 30 minutos num ferry que saiu de River Heads, e chegamos à tão esperada a Fraser Island. 

IMG_9888.JPG


As empresas, que alugam os jipes, ensinam como dirigir na areia, ajudam com o roteiro, que pode variar dependendo da maré e organizam tudo com o ferry. (Foi tudo ok com a empresa que escolhemos, mas como tivemos que cancelar nossa primeira reserva, parece que ficaram um pouco chateados e não achamos o atendimento tão bom assim. O carro era bem antigo, mas não tivemos problemas, além das portas um pouco emperradas.)

Como Antonio ainda fez mais um pico de febre depois que já estava melhorando, acabamos cancelando nosso primeiro aluguel do jipe e, por ser uma ilha com pouca infraestrutura, quase desistimos de fazer o passeio. 
Como a ilha parecia  ser algo bem especial, repensamos e decidimos ficar parados em Hervey Bay até que tudo ficasse 100% com a saúde do pequeno e pudéssemos nos sentir seguros. (Desistimos de continuar nossa jornada de motorhome até Cairns, deixando de conhecer Whitsundays. O que faz parte, em viagens com crianças.) 2 dias depois, já estava tudo ótimo: brincadeiras, bagunças e brigas já a todo vapor novamente, e lá fomos nós conhecer a tal ilha e levar os meninos para o primeiro passeio de "jipe do vovô" da vidinha deles. 

IMG_9920.JPG

Fraser Island é uma reserva natural considerada patrimônio da humanidade. Toda a fauna e flora é preservada, sendo o local da Austrália com os Dingos (última foto) mais puros. Eles são uma espécie de cachorro silvestre, que em outras regiões do país acaba se misturando com os cães domésticos.

IMG_0098.JPG

Todo o solo, e portanto, todas as estradas ao longo da ilha, são de areia. Lá existe uma estrada de 120 Km de praia. Tudo funciona como uma rodovia normal, tendo locais em que a velocidade máxima permitida é de 80 Km/h. Podemos dizer, na verdade, que tudo funciona quase como uma rodovia normal, já que em alguns pontos, tivemos que dividir a pista com pequenos aviões.

IMG_0266.JPG

Visitamos os principais pontos da ilha. Ficamos 2 dias e 1 noite. Com 1 noite a mais, daria pra conhecer a parte norte que faltou. Optamos por não fazer porque é uma parte mais difícil de dirigir e com passeios mais puxados para os meninos, com caminhadas.
O que achamos mais incrível, além da parte de dirigir sobre as areias, foi o Lake Mckenzie. Optamos por passar o segundo dia todo por lá, aproveitando a água azul e transparente e sua areia branca e fininha. Como acabamos reservando tudo de última hora, conseguimos apenas a balsa dás 14:30, para voltar. As pessoas, em geral, voltam na última, às 17h, o que daria para termos conhecido alguns outros lagos próximos, que faltaram também.

Lake Mckenze

Lake Mckenze

Lake Mckenzie

Lake Mckenzie


No primeiro dia, conhecemos o Maheno Wreck, com direito à encontrar algumas baleias turistando por lá também. Vimos as gigantes, da beira da praia!

IMG_9998.JPG
IMG_0035.JPG
IMG_9930.JPG

Fizemos nosso picnic de almoço no Eli Creek, um riozinho verde e transparente, que encontra o mar e onde as pessoas costumam levar boias para descer a correnteza calma que ele tem. 

IMG_0066.JPG


Finalizamos o dia no lago Boomarin, ao sul da ilha. O maior "perched lake" (lago formado apenas por águas da chuva - o Lake Mackenzie também tem essa formação) do mundo.

IMG_0118.JPG

Dormimos na Vilazinha de Eurong, no Eurong Beach Resort. Lá pudemos jantar e tomar café da manhã. Ficamos em uma apartamento, onde pudemos cozinhar legumes para o lanche do dia seguinte. É bom levar o máximo de comida que der, porque tudo na ilha é bem precário. (Existe um resort do lado oeste da ilha, mais afastados dos pontos principais, que parece ser maior e com um pouco mais de luxo. O  Kingfisher Bay Resort, mas não conhecemos.

O lake Wabby é um importante ponto a ser conhecido, sempre em destaque nos blogs sobre a ilha. Acabamos ficando sem tempo, mas fica perto do Lake Mckenzie. Não encontramos nada de interessante na Estação Central. Estava bem deserta no dia em que passamos.

  • Faz 2 dias que Antonio começou a ter crises de nervoso na hora de dormir. Chora por quase 1 hora pedindo mil coisas e dizendo que não vai dormir, tadico. Gabriel fecha o olhinho, pede pra dormir e apagar a luz. 

Em nossas pesquisas, usamos bastante as informações do blog penaestrada, que nos ajudaram muito. 
Os meninos gostaram de andar de jipe, no geral. Mas Antonio reclamou um pouco do balanço, já que atrapalhava os desenhos na lousinha mágica. Rs

IMG_9909.JPG

 

Dias 15 e 16/06/2018